Polícia conclui que Jairinho matou Henry e que mãe sabia de tudo; casal é preso e detalhes são expostos

Após investigações, casal saiu de casa algemado na manhã desta quinta-feira (08).

Após investigações e perícias a respeito da morte de Henry Borel, de 4 anos, a polícia concluiu que Dr. Jairinho matou o menino e que a mãe sabia das agressões sofridas pela criança. Na manhã desta quinta-feira (8) o casal foi preso e novos detalhes foram divulgados.

Segundo informações da TV Globo, a prisão da mãe e do padrasto de Henry é temporária, podendo chegar a 30 dias. Conforme foi divulgado, Jairinho e Monique estariam atrapalhando as investigações, ameaçando testemunhas e combinando depoimentos que seriam dados à polícia.

Monique e Jairinho foram abordados nas primeiras horas do dia em casa localizada em Bangu, na Zona Oeste do Rio e deixaram o local algemados. O casal foi encaminhado para a 16ª DP, conforme informou o portal Extra.

De acordo com as investigações, Jairinho agredia o menino Henry com bandas, chutes e pancadas na cabeça e Monique estava ciente de tudo que o menino sofria nas mãos do padrasto, pelo menos, desde 12 de fevereiro, ainda de acordo

Para a polícia, Jairinho e Monique contaram uma versão diferente. Em depoimento, o casal afirmou que Henry teria sido vítima de um acidente doméstico. Segundo a mãe, ela teria dado banho no filho após recebe-lo da casa do pai e colocado o menino para dormir. Monique contou que assistiu TV com Jairinho, mas acabou pegando no sono.

Ainda de acordo com a versão de Monique, após acordar, ela e Jairinho teriam encontrado Henry desfalecido no quarto e o levado à emergência de um hospital, onde foi constatada a morte do menino. Laudo de necropsia apontou que o menino teve hemorragia interna e laceração hepática, provocada por ação contundente.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *