Açude de Marcelino Vieira enche após mais de 10 anos da última sangria; veja outros reservatórios pelo RN

As chuvas demoraram, mas chegaram para começar a encher os açudes e trazer alegria para o povo potiguar. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado pelo Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), aponta que o açude do município de Marcelino Vieira atingiu os 100% da sua capacidade e começou a sangrar nesta sexta-feira (07). O reservatório, que possui capacidade para 11.200.125 m³, não sangrava desde julho de 2009.

Além do açude de Marcelino Vieira, outros quatro mananciais monitorados pelo Igarn, já atingiram 100% da sua capacidade e continuam a sangrar. São eles: o açude de Encanto, Riacho da Cruz II, Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, e Santana, também conhecido como Gangorra, localizado em Rafael Fernandes.

A maioria dos reservatórios que receberam grandes recargas estão na bacia do Rio Apodi-Mossoró. O açude Flechas, localizado em José da Penha, que possui capacidade para 8.949.675 m³, já acumula 8.524.875 m³, correspondentes a 95,25% do seu volume total e pode sangrar nas próximas horas. O reservatório sangrou pela última vez, também em abril de 2009 e secou ainda em abril de 2018. Na segunda quinzena de março deste ano, o manancial estava com apenas 4% da sua capacidade.

A barragem de Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, também vem recebendo bom aporte hídrico e já acumula seu melhor volume de águas desde junho de 2015. Atualmente, está com 220.128.340 m³, percentualmente, 36,71% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³.

A barragem Umari, terceiro maior reservatório do Estado, também começou a receber recarga. Acumula 211.533.762 m³, equivalentes a 72,24% da sua capacidade, que é de 292.813.650 m³. Há dois dias, o manancial estava com 199.897.985 m³, percentualmente, 68,27% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros, que voltou a abastecer a cidade após o bom período chuvoso do ano passado, também recebeu bom aporte de águas. Acumula 15.151.223 m³, correspondentes a 27,63% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. Na última quarta-feira (05), o reservatório estava com 11.926.538 m³, equivalentes a 21,75% do seu volume total.

O maior reservatório do RN, a Armando Ribeiro Gonçalves segue em processo de ganho de volume e acumula 1.352.491.371 m³, correspondentes a 56,99% da sua capacidade. No meio desta semana, a barragem estava com 1.336.237.997 m³, percentualmente, 56,31% do seu volume total.

O açude Beldroega, localizado em Paraú, teve bom aumento de volume. Acumula 5.309.969 m³, correspondentes a 65,9% da sua capacidade, que é de 8.057.520 m³. Na última quarta-feira, o reservatório estava com 4.398.387 m³, equivalentes a 54,59% da sua capacidade.

O reservatório Jesus Maria José, localizado em Tenente Ananias, acumula 2.576.207 m³, correspondentes a 26,73% da sua capacidade, que é de 9.639.152 m³. Apesar do volume ainda não ser tão alto, dois dias atrás, o manancial estava com 2.075.932 m³, percentualmente, 21,54% do seu volume total.

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, acumula 14.304.419 m³, percentualmente, 66,83% da sua capacidade, que é de 21.403.850 m³. Na última quarta-feira, o reservatório estava com 13.635.597 m³, correspondentes a 63,71% do seu volume total.

O açude Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, acumula 7.500.000 m³, correspondentes a 75% da sua capacidade, que é de 10 milhões de metros cúbicos. No relatório anterior, o manancial estava com 7.366.667 m³, equivalentes a 73,67% do seu volume total.

Os mananciais monitorados pelo Igarn, que continuam com menos de 10% da sua capacidade são: Itans, localizado em Caicó, com 4,16%; Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 6,37%; Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,95% da sua capacidade. Os açudes inharé, localizado em Santa Cruz, e Trairi, localizado em Tangará, permanecem secos.

As reservas hídricas superficiais totais do RN atualmente somam 2.089.847.528 m³, percentualmente, 47,7% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³.

BG

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *